sexta-feira

Alguém julgou
Que um sopro dava sorte
Na combinação dos números
Dos dados
Como se houvesse uma receita
Magica para …o sucesso?
Será?
Não sei que nome lhe queres chamar
A testa húmida dava indicações
Que bluff não era o seu forte
Sabia-lhe decifrar cada gesto
A inquietude das mãos
O olhar pestanejante
O sobrolho esquerdo ficava com tiques
Uma ruga formava-se por baixo do queixo
Que não era muito másculo, pouco proeminente
E envergonhado.
As pessoas não tinham nome
Apenas rostos que eu memorizava, estudava a pormenor
Para saber como eram, o que pensavam.
Nunca chegava a trocar mais de vinte palavras
O excesso pode matar,
Aos prudentes…
O segredo é falar sem falar,
fazer um discurso coerente mas sem significado.
Deixar a porta aberta para os curiosos virem buscar
respostas .
Montar armadilhas por trás de vidros espelhados.
Montar ilusões.
Têm aparência humana, falam, riem;
mas não falam nem riem de nada.
É um jogo de caça.
São caçadores implacáveis, racionais.

2 jogadas:

bumblebee disse...

O excesso traz o erro... adorei... mesmo... foi uma liçãozinha ler o que escreveste...

sweetfruit disse...

eheheh ainda bem que gostaste.
usei as mesmas palavras nos 2textos, foi uma brincadeira que fiz, escrevi-os ao mesmo tempo, mas seguiram caminhos diferentes.

sinal sonoro


MusicPlaylistView Profile
Create a playlist at MixPod.com

jogadores

passado, presente e talvez futuro

mirones do jogo